Ela foi uma das primeiras médicas do Brasil a dominar a técnica do balão gástrico.

Esse parecia um caminho óbvio para ela que queria se dividir entre trabalho e maternidade, e fez isso muito bem!

Durante muito tempo ela, através de endoscopia, ela colocou balões em centenas de pacientes mudando a vida de cada um deles.

Só que chegou um momento ela percebeu que eles precisavam de algo a mais. Nem todos estavam tendo o resultado esperado.

Emagreciam, ficavam doentes, depressivos, entre outros problemas. Foi aí que ela decidiu se dedicar a parte clínica também.

Tomou essa decisão como forma de melhorar o resultado do seu trabalho e poder, de fato, transformar a vida daqueles pacientes que sofriam com sobrepeso e doenças relacionadas.

Embora ela já fosse uma autoridade absoluta na área, ela não se via como tal! Confesso que tivemos que “cavar fundo” para fazê-la perceber o quão especial ela foi para centenas (senão milhares) de pessoas todos esses anos.
Ela sabia que os tempos tinham mudado. O fluxo de pacientes já não era mais tão grande, seus valores não eram os mais baratos do mercado embora tenha muita experiência e um currículo invejável.

As pessoas continuavam sentindo a necessidade desse tipo de intervenção, mas ela já não era mais a única, somente a primeira!

Foi aí que ela procurou a Agência MITO porque ela queria ir para o próximo nível.

Queria se desafiar, gravar vídeos, interagir com milhares de pessoas internet afora e realmente poder oferecer informação de qualidade.

Fez o investimento em anúncios que foi recomendado pela Agência MITO e por conta própria aumentou o investimento. Afinal, estava “dando resultado”!

Ela é moradora de uma cidade com pouco mais de 500.000 habitantes teve uma surpresa…

Em poucos meses trabalhando com a Agência MITO chegou um fornecedor e disse:
“A doutora está conhecida na cidade, sabia?”

Ela espantada, disse: “Mesmo? Como assim?”

“Está todo mundo falando da Doutora dos Balões que está bombando nas mídias sociais.”

Com isso, seu fluxo de pacientes só tem aumentado e ela segue “voando baixo”.

Essas e outras histórias você continua acompanhando por aqui. 

Mas a minha pergunta é: quando a sua história vai aparecer aqui?
PS: Preservamos os nomes e perfis dos clientes justamente por divulgarmos números e dados sobre cada negócio. Entretanto, todas as histórias aqui contadas, são de clientes (ou ex-clientes) reais.