A reunião comercial foi tensa, mas tem um motivo.

Antes de começar a reunião comercial ele disse: “estou há 10 meses trabalhando com uma agência e não apareceu NENHUM paciente interessado vindo da internet, o que me garante que vocês vão me trazer clientes de lá?”

Respiramos fundo e falamos: “Vamos apresentar nossa metodologia de trabalho, se fizer sentido, você nos contrata. Se achar que é mais do mesmo, você rejeita – sem problemas.”

Naturalmente, a apresentação da proposta comercial já foi tensa e no final tivemos um parecer:

“É, é diferente. Vou dar um voto de confiança. Negócio fechado.”

Só para você entender, o ritmo do atendimento dele não teve nada de diferente de todos os outros clientes.

Falo isso pois você pode imaginar que a “pressão” dele ditou o ritmo das ações aqui dentro, mas não foi o caso.

Dificilmente o comercial da empresa influencia nas estratégias dos clientes pois temos uma equipe especializada para isto.

Ele já tinha agenda lotada na época e o objetivo dele como médico era aumentar o valor cobrado por cada paciente através da conquista de autoridade.
Ele foi espartano seguindo nosso processo do início ao fim, principalmente no primeiro mês. E pasme: com 22 dias de contrato apareceu a primeira paciente interessada vindo das mídias sociais.

Ela acabou não fechando com ele por motivos que desconhecemos, mas aquele primeiro contato deu energia e confiança de que estávamos no caminho certo.

Outra coisa que deu bastante motivação e energia para continuarmos o projeto é que o engajamento com as pacientes antigas aumentou drasticamente.

Esse aumento de engajamento foi crucial para aumentar a frequência de tratamentos e o ticket médio de cada um. 

E assim seguiu nos meses seguintes bastante confiantes do projeto e a partir do 5º mês do contrato recebemos mensagens periódicas de tratamentos fechados com novos pacientes, tais como essas:
Virou tão comum que eles nem nos avisam mais dos pacientes que são conquistados através da internet. É uma parceria que deu certo.

Essas e outras histórias você continua acompanhando por aqui.
Mas a minha pergunta é: quando a sua história vai aparecer aqui?
PS: Preservamos os nomes e perfis dos clientes justamente por divulgarmos números e dados sobre cada negócio. Entretanto, todas as histórias aqui contadas, são de clientes (ou ex-clientes) reais.